11 maio 2007

filhos: aos indecisos

Não é porque são giros.
Não é porque sempre se gostou de crianças.
Não é por podermos comprar roupinhas apetitosas.
Não é porque são macios.
Não é porque cheiram bem.
Não é porque passamos a ser os "maiores do mundo" de alguém.
Não é porque "toda a gente" o faz a partir de certa idade.
Não é porque são parecidos connosco mas mais queridos.
Não é porque os nossos pais querem ser avós.
Não é porque ainda não sabem o que é a maldade, a mesquinhez, a inveja.
Não é porque acordam a sorrir só porque nos vêem.
Não é porque são os mais lindos do mundo, invariavelmente.
Nem sequer é por qualquer tipo de ímpeto estoico, em que achamos que está na nossa altura de passar umas noites mal dormidas e limpar uns rabiosques 8 vezes por dia.
É porque amamos e somos amados incondicionalmente, com um amor maior do que o universo (por muito piroso que isso soe) - e alguém conhece alguma coisa melhor?

3 comentários:

Ana Carolina disse...

:) Bom, então, acho que removeste todas as minhas indecisões.....

Para o próximo ano "encomendo" um. :D

O Gustavo é um fofo!

**Ana Carolina

catita disse...

não é por acaso que lhe chamam " o amor maior"...

Ana disse...

E lá que sabe bem... SE SABE!!!

Beijocas :****