30 outubro 2007

uma dor intermidente

Como já vem sendo hábito do meu filho, cavalheiro de primeira e sempre atencioso com a mãe, o Gustavo "resolveu" esperar que acabasse a maminha para deitar cá para fora o primeiro dente. Agora é vê-lo todo orgulhoso a roer os nossos dedos e bocados de pão como se tivesse uma dentadura de T-Rex :D

Ora, no passado fim-de-semana, lá fomos nós à festa de anos da prima do L., onde estava muita gente que o Gustavo não via há muito tempo ou nunca tinha visto na vida. De súbito, toda esta gente lança os braços na direcção do meu filhote, que resolveu começar num pranto como se lhe estivessem a fazer muito mal. Nós, pais, percebemos que era da situação e próprio da idade mas é claro que toda a gente se pôs a mandar muitos palpites. Que era sede. Que era fome. Que tinha frio. Que era do dente, de certeza que era do dente. Gosto tanto, tanto quando isto acontece... O curioso é que ele tinha passado todo o dia bem disposto, ficava bem quando vinha para o nosso colo e só voltava a chorar quando um desconhecido teimava em pegar-lhe ao colo... Quando nós lhe voltavamos a pegar, lá ficava ele contente. Estava feito o diagnóstico: estava com dores intermidentes :P

8 comentários:

Inesa disse...

Como eu o entendo!
É tão bom ser bébé... ainda não temos de fazer fretes e passar por meninos bem educados!

Ana disse...

E quando crescer mais uns meses e já conseguir fugir pelo seu pé, os pais é que o educaram mal! Lá porque vêm todos esses "conhecidos" (pessoas que o Gustavo vê uma vez por outra) e desconhecidos, aos berros e todos ao mesmo tempo, tentar agarrá-lo e puxá-lo, o miúdo devia era agradecer e sorrir para todos!
Haja paciência! :)

Beijocas :****

Margarida Atheling disse...

Tadinho! Ele tinha razão!

E é mesmo um cavalheiro, hein?! Olha a sorte que tiveste! :)

Bjs!

May disse...

Curioso, o Tiago também sofre dessas dores, e ainda não tem dentes! Porque será?

;)

rita disse...

O hábito dos palpites a toda a hora e sem nexo!!! Enfim...

Jokas

Margarida disse...

lol ai os palpites!!

Ana Rita disse...

He he he .... as pessoas amigas ou de familia teimam em querer andar com os bebés ao colo, mas eles é que são espertalhões, há que ser selectivo logo desde o início. Não há dúvida que colo de mamã e de papá são os eleitos! :-)

Sara MM disse...

ai credo!!!!
as pessoa são mesmo parvas! clara que com a CLara acontece o mesmo! e o mais trsite é qd os proprios avós (sogros) a metem a chorar com paranoias de que TÊM de lhe pegar MESMO SE ELA FOGE CHORA! e que TÊM (querem! ela não obedece, óbvio! protesta!) de MOSTRAR ela a fazer isto e aquilo!

aaaaaaaaaaaaargh!!!! vou fugir daqui e calr-me antes que me passe!