13 abril 2014

descobertas dos trinta e quatro

1) Tenho muito menos amor próprio do que imaginava. Espero que a imensa sabedoria dos 35 saiba lidar com esse problema porque
2) A falta de amor próprio arruina tudo à volta, o meu humor, a relação com os outros, a dedicação ao que faço, alimentando o monstro megalómano das expectativas, para além de que
3) Tenho mesmo dificuldade em lidar com maluquinhos, pessoas conflituosas e dias de frio húmido. E não há volta a dar a isso.

8 comentários:

disse...

Parabéns Dona Gralha!
Happy new year.
;)
Bj

Ana. disse...

Tu espantas-me, a sério que sim. Como é que uma pessoa inteligente, sensível e luminosa como tu tem falta de amor próprio?
Tu és linda, gralhinha, tens a penugem tão lustrosa! Só te falta um espelho de alma!
:)

Crazy girl!

dona da mota disse...

Muitos, muiiiitos parabéns amiga do meu coração!!!
Os 35 são o máximo, garanto-te! O que acontece, basicamente, é que ao amadurecermos conhecemo-nos melhor, coisas da vida, e depois aprendemos a gostar mais de nós e do resto do mundo em geral. E isso é bom! Crescer ou assim! Não tens falta de amor próprio, tens mais sabedoria, é só arrumá-la!!!
Beijos enormes!!!

Melissinha disse...

Sou super fã da gralha! Porra, tu correste uma maratona. Nem precisavas de ser fantástica em mais nada, mas tcharam, és :D

Dizem que o segredo do amor próprio é olhar para o que estamos a fazer bem.

gralha disse...

Obrigada minhas queridas :)

Naná disse...

Minha cara Gralha, se se aplica o n.º 3, é porque o n.º 2 não se aplica! Se tens dificuldade em lidar com maluquinhos, é porque tens amor-próprio mais que suficiente ;)

Muitos parabéns!

E que os 35 te tragam a serenidade própria desta idade. Parabéns

D.S. disse...

Muitos parabéns gralha! Um beijinho grande e paz de espírito para os 35

Amigo Imaginário disse...

Os 35 são o início da sabedoria, acredita em mim.

Parabéns, Gralha! Um feliz ano novinho em folha... :)