25 março 2013

chegar ao fim

Tinha cinco anos quando organizaram uma corrida à volta do quarteirão da escola. A escassos metros da meta, desisti, inaugurando uma tendência de vida de começar tudo cheia de entusiasmo e deixar muita coisa a meio. Raio de tendência. É preciso acabar com as desculpas e insistir, mesmo quando não apetece, mesmo quando achamos que o resultado vai ser medíocre. Às vezes, medíocre é melhor que nada.
Isto tudo desembocou nos vinte e um quilómetros e noventa e oito metros que corri ontem, sem parar (excepto quando tropecei e voei sobre o asfalto, esfolando um ombro). Passar a meta ao fim de pouco mais de duas horas foi a recompensa pelas madrugadas de chuva e frio, pelo treino esforçado, por todas as vezes em que duvidei que conseguia. Consegui. Venha agora a maratona.

12 comentários:

triss disse...

Eu e a minha miúda estávamos no jardim, e se calhar passaste por nós:-)
boa!

Ana. disse...

Uau, gralha, é o que tenho para te dizer: Uau!!
Eu jamais teria coragem para correr a meia-maratona (vá, eu nem a décima parte de maratona seria capaz de correr, sejamos justas!!)
;)

Carla R. disse...

Caraças, pa, Tu és uma categoria ! O maximo que corri foi uma hora e meia seguida, depois parei não porque não aguentava mais, mas porque fiquei farta. Também tão tipico da minha personalidade.

Um outro titulo para o teu post : Diz-me como corres e dir-te-ei quem és.

Melissinha disse...

:) Oh pá, deve ser muito fixe.

disse...

Grande Mulher!
Algum escuteiro te deu água? Podia ter sido o Guga, que eles (os escuteiros) ontem estiveram a dar apoio.
Obrigada pelas melhoras da M.
Um beijinho

ouvirdizer disse...

"tendência de vida de começar tudo cheia de entusiasmo e deixar muita coisa a meio" - Tu???? Revejo-me tanto nisto... o que é uma pena...
Embora também tenha noção de que, vitória a vitória se entra no bom caminho... Parabéns!

mm disse...

Parabéns! Bolas, agora senti-me atingida pela primeira parte do texto: aquela que desiste sem ir ao fim. Mas acredito que farei um dia uma meia-maratona.
Parabéns de novo!

gralha disse...

Obrigada a toda a gente!
E obrigada às 3 pessoas que me deram água (acho que nenhum deles era escuteiro, Té), obrigada ao senhor que parou para me levantar quando eu caí, obrigada à enfermeira que me desinfectou o ombro. Obrigadinha aos motoristas da Carris que não paravam nas paragens e me fizeram caminhar mais uns 5 Km de regresso a casa.

inesn disse...

Pois...eu comecei a correr cheia de entusiasmo quando fiquei desempregada mas...não corro há mais de um ano :|

inesn disse...

ahhhh...e Parabéns!!! :))

calita disse...

Eu nunca desisti de uma corrida (mas também nunca fiz a meia-maratona), no entanto, farto-me de desistir de outras coisas.

margarida disse...

Muito bem, gralha. Muitos parabéns!
Venha a maratona sim, não há nada que desejemos que não consigamos fazer.
Beijinho