17 junho 2013

os quarenta e dois

A dificuldade começa no facto de eu não acreditar realmente que seja possível. Que sou baixinha. Que o rabo pesa. Que não aguento o calor. Que mais ninguém acredita que eu consigo. Mais ninguém menos esta boa criatura com quem partilho a cama e as contas - mas ele acredita em mim de olhos fechados (benzódeus).
O que é que pode explicar a irracionalidade de tentarmos convencer o nosso corpo a começar a correr e só parar quarenta e dois quilómetros depois? Não sei. É que é para além de difícil, é longamente violento. Dores. Tédio. Quatro horas de solidão penosa, sem fim. É muito, muito estúpido. E, no entanto, lá me inscrevi eu para correr do Guincho ao Parque das Nações, em Outubro. É profundamente absurdo, mas vou gastar as articulações (que hão de fazer-me falta na velhice, como é óbvio) a treinar para aquele dia. Não há explicação lógica. Mas também não há explicação lógica para muitas das decisões realmente importantes que tomamos na vida, não é?

9 comentários:

Melissinha disse...

És a minha heroína.

margarida disse...

Vai gralha! :)
Mostra-te que és capaz.
Beijinho

Ana C. disse...

Estarei na estrada do Guincho a jogar bebidas energéticas à tua passagem e a gritar palavras de incentivo:)

Naná disse...

42?! A sério?!
És a minha "ídola"

calita disse...

ya, a lógica é uma cena para outras cenas.
(acho que os anti-histamínicos me fazem mal)

Ana. disse...

Possa, pá, que coragem! Eu nunca, jamais, em tempo algum me aventurava a correr uma maratona! Respect, gralha, muito respect!!
🏆

Melissinha disse...

Estarei com certeza em Carcavelos com gritos de Go Gralha, Go. Tenho é de estar muito atenta, né?

gralha disse...

O vosso apoio é tocante (e fará diferença, acreditem) mas estou à espera é de alguém que se chegue à frente para me fazer massagens nas pernas depois de passar a meta. E dar-me auguinha à boca. E hamburgueres. E sushi. E levar-me ao cólo para a caminha, onde dormirei 15 horas seguidas.

InêsN disse...

wow...

(eu ando tentada a tentar voltar aos 3 kms...o máximo que consegui até hoje :p)