04 novembro 2007

brutalidades

Um bebé nasce, filho de uma grande amiga: uma alegria imensa!
Outro bebé não vai chegar a nascer, filho de uma nova amiga.
A vida é mesmo brutal, já me devia ter habituado a isto. Sobretudo eu, que chego mais dificilmente aos sentimentos sublimes do que às sensações avassaladoras. Tenta-se palavras. Tenta-se qualquer coisa. Mas a brutalidade do que é inevitável é maior, e as palavras não conseguem dizer nada nestes momentos.

7 comentários:

YAMI disse...

oh querida..que injustiça...

Um grande beijo e boa semana..
yami

May disse...

É muito triste, mesmo.

Mary / Baby boom disse...

Querida obrigada pelas tuas palavras aqui e no meu blog. Eu ainda não consigo dizer muita coisa... mais um dia ou dois e vou lá deitar tudo cá para fora, por agora ainda está cá dentro...
Beijinhos grandes

Margarida Atheling disse...

É verdade...

Bjs!

Ana Rita disse...

Pois realmente não há palavras...

Ana disse...

Sei o que é... sei que nada nos consola... mas o miminhos dos amigos sabem muito bem.

E parabéns pelo bebé da tua amiga.

Beijocas :***

Sonia&Mi disse...

Não sabia da Mary, fiquei em choque.