20 novembro 2007

não concordo

Nunca falei de política neste blogue, e nem tenciono voltar a fazê-lo, mas tenho de dizer que não concordo que o nosso Primeiro-Ministro, representando um país democrático, receba um ditador. Não concordo, pronto. Os ditadores podem ser pitorescos à distância, podem dar personagens interessantíssimos de romances históricos, mas a minha experiência num país que ainda vive uma ditadura fez-me perder toda a paciência para estes salvadorezecos-da-pátria que acabam por retirar as liberdades individuais para encher o ego ou mesmo para encher o bolso. Como o meu blogue é democrático, aceito todos os comentários contra, mas eu digo: Chávez, baza!

4 comentários:

Inesa disse...

Pelo que percebi vai ser uma "visita-relâmpago"... pode ser que a descarga eléctrica lhe deixe os últimos neurónios estorricados!

Maçanica disse...

Sum, aquele homem e os que o rodeiam são incríveis. Tanto mais que hoje ouvi que o ministro da energia (ou algo do género) é o DONO da empresa que gere o petróleo lá do sítio... incrível... isto por falares em encherem os bolsos.
Nisto tudo salva-se a nossa com. social que o retrata sem medos como aquilo que ele é: um ditador patético!

Catarina disse...

concordo contigo, é absurdo e revoltante, no entanto, há imensos emigrantes portugueses na Venezuela, (nunca pensei que fossem tantos...)
portanto, também não convém que estes dois países estejam de costas voltadas...é complicado...

Ana disse...

É o Inglês a dar palpites sobre uma investigação da nossa polícia, o Venezuelano vem cá com o rei na barriga (salvo seja), e o Sócrates a dizer todo contente que estava muito satisfeito com a visita... não precisava de o mandar calar, mas podia pelo menos escolher outras palavras... Afinal o Alberto João é da mesma laia, mas não pode fazer tanta mossa como o Sr Hugo! E ainda chama ele Sr perigo ao Bush... já lhe ofereciam um espelho!

Arre que também detesto este homem!