17 janeiro 2008

bin laden ou o grande punzete?

Ontem alguém se descuidou e lá fui eu (e mais os outros iscterianos todos) evacuada. A sério, na televisão tentaram dar um ar gravoso à coisa - começo a suspeitar que é isso que fazem as televisões: dar um ar sério a eventos banais -, mas a verdade é que cheirava a pum, e muito. Eu achei logo que isto era coisa de aluno que não queria fazer um exame naquele dia, como é tradição antiga aqui no estabelecimento, mas o que é certo é que nos puseram fora, à chuva e ao frio, sem casacos, malas, chaves, coisa nenhuma (vá lá que tinha o telemóvel no bolso). Foi tudo muito tranquilo e à boa maneira portuguesa, a notícia a passar de boca em boca: "olha, acho que é para sair porque cheira a gás." "Ah, está bem, deixa-me só acabar o cigarrinho que agora não posso passar nos corredores com isto aceso." Aparentemente, nem a miséria de um alarme existe. E nem sequer desligaram a electricidade quando ainda se pensava que era mesmo gás. Fico muito mais tranquila por saber que temos um plano de emergência exaustivo e treinado a primor.

4 comentários:

Sonia&Mi disse...

lol
já me ri com a situação... n tem graça mas é mesmo assim , sp à boa maneira tuga.

beijocas.

Margarida Atheling disse...

Pois foi...
Foi um acontecimento e peras, não foi?! ;)

Ainda bem que funciona tudo tão bem! ;)

Bjs

May disse...

Bolas! Incrível! Realmente dá que pensar...

Inesa disse...

À pála disso não tive aulas... oh yeah!!
Bem... não tive aulas mas fiquei a trabalhar até às 21.30! Mais valia ter tido o raio da aula!!!