21 janeiro 2009

emigrar

Gosto muito do meu país. Quando vivi na Alemanha, tive muitas saudades das pessoas, do céu azul, das pedras da calçada, de tudo. Chorei no regresso, quando estava a aterrar, passando sobre a Ponte 25 de Abril. Portanto, não vale a pena imaginar que não me vai custar ir viver para os E.U.A. (apesar de passar a ter um Chefe de Estado muito mais sexy, inteligente e promissor, como a Vera tão bem notou)
Vamos para Princeton porque o Grande-Cientista-Meu-Marido, também conhecido agora como Nucleão, conseguiu lá uma bolsa de pós-doutoramento durante 3 anos. E é isto que as famílias fazem, não é? Apoiam-se, ficam juntas, procuram o melhor para todos. E Portugal, neste momento, não nos garante nenhum futuro, essa é a triste verdade.
Mas vai custar-me muito. Eu sei que vai.

8 comentários:

Vera disse...

Pois, eu também acho que te vai custar muito. Pus-me a pensar no que vais perder:
- Noticiários em que são anunciados 3 encerramentos de fábricas por dia;
- Notícias de que, mais de 30 anos após a Guerra Colonial ainda em Dezembro tiraram mais 25 ex-Combatentes da rua... DA RUA (e não foi o Estado);
- 70% dos teus amigos e ex-colegas trabalham a recibos verdes, vivem com os pais e outros vão voltar a viver pois não conseguem pagar as contas;

And so on...

Eu sei que há a parte mais difícil, e que não são só as pedras nas calçadas, é a família, são os avós do Guguinha... Mas 3 anos passam depressa e há internet e coisas do género. Pior foi para os meus sogros que quando emigraram estiveram 10 anos sem cá voltar. Não me parece que vá ser assim.

E tens sempre o Nucleão (que te vai comprar um casaco quentinho) e cujo nick vem de: Núcleo (familiar) e Leão (porque te protege como um).

Um beijo grANDEEEEE!!!

(Ó pá, eu escrevo tanto). Manda-me dar uma volta, ou fazer um blog, LOL

Inesa disse...

Amiguita,

Vais ver que vai custar menos do que estás a pensar.

1. Não vais estar sozinha
2. Os States não são a Alemanha
3. Como diz a Vera, este país está cada vez pior
4. As condições para o Gustavo serão muito melhores
5. Vais poder ter mais um ou dois filhos
6. Vais poder ver os filmes todos antes de nós (não vale contar os finais)
7. Vais poder ir a NY todas as semanas
8. Podem arranjar uma casa nos subúrbios, daquelas todas bonitas, enormes e com um jardim à frente
9. Vais poder armar-te em Dona de Casa Desesperada

E há de certeza muito mais coisas boas.

Além disso, vais ver que os teus pais te vão visitar várias vezes. E terás sempre o mês de Agosto para vir a Portugal, como qualquer emigrante!

Amiga, vai ser óptimo!

Inesa disse...

Ah, já me esquecia...
Depois da analogia da Vera, desconfio que o teu marido vai desistir do nickname!
Apesar de ser muito adequado à sua profissão não me parece que queira ser confundido com um sportinguista, vulgo lagarto (humff!).

gralha disse...

Ele que vos explique o que é um nucleão. Sim, essa coisa existe mesmo...

Catarina disse...

não tenho dúvida que vá custar, para mim também assim seria...
mas é um desafio enorme, uma aposta de valorização e enriquecimento ao alcance de muito poucos, e por isso também vos invejo muito.

As pessoas especiais são aquelas que se dispõe a fazer aquilo que a maioria acha difícil!

E se me quiseres como leitora, cá estarei para ler as tuas aventuras e desabafos

Gaivota disse...

Vai ser uma experiência e tanto!

Entendo que sintas saudades, mas pensa que não irá ser para sempre. Viver uma outra realidade, um outro país pode ser positivo.

Beijos e coragem

Ana disse...

acredito que te vá custar... eu sei que a mim me iria custar se agora tivesse na tua situação... infelizmente não sei se daqui a uns anos quando acabar a minha bolsa aqui não vou estar na mesma situação... espero q não... mas de qualquer forma vais ver q vai ser uma experiencia positiva...beijokas

ps: ainda bem q voltaste tinha saudades

snowgaze disse...

pensa que são só 3 anos e aproveita esse tempo o melhor que puderes. quando se sabe que as coisas vão ter um fim, não custa tanto...
beijinho e muita força!