28 janeiro 2009

questões realmente estruturantes II

Por que é que, a meio da noite, é sempre "mamããããã" e nunca "papáááá"?

7 comentários:

Vera disse...

A culpa está da maçã para Eva como da mama para mamããããã.
Isto percebe-se?!!!
Em suma: a culpa está no início, no hábito.


Este trocadilho da maçã de Eva fez-me lembrar o 1.º trabalho que apresentámos juntas na faculdade. Lembras-te? Foi tipo.... há 11 anos. Um trabalho sobre as diferenças entre homens e mulheres e tu fazias a introdução e disseste, com uma maçã vermelha na mão, que a culpa era dela. Graças a Deus que não levaste a serpente. :)
Ó pá, tu lembras-te?!!! Para complementar eu fiz um trabalho em cartolina.... (lol)... com imagens de homens e de mulheres a trabalhar. E usámos aqueles livros da escola primária da minha mãe que tinham imagens de rapazes a trabalhar e de raparigas a cuidar da casa e dos filhos e outro de "Gestão Doméstica" e a Prof Maria das Dores (mais a bela permanente) pediu-me os livros emprestados para fotocopiar para uma formação que estava a dar numa bairro de barracas para ensinar as senhoras a cuidar da casa.
Bolas, tantos recuerdos. Tu lembras-te disto, pá? ;)

gralha disse...

Eu levei uma maçã? Eu levei uma maçã?? Ai que levadas da breca que nós eramos.

Olha, e para quando o novo blogue? Ainda te nasce primeiro o terceiro rebento, já estou a ver...

Rita Amaral disse...

Realmente dava jeito que uma vez por outra fosse Papááá... mas nós somos mesmo aquelas de quem eles mais gostam e de quem mais sentem saudades... LOL

Inesa disse...

Cá eu, que não tenho filhos, acho que eles são é muito espertos! O mais provável era o "papáááá", mesmo que lá fosse, não lhe aparasse os golpes!
As mães são umas moles! Ah são, são!

Inesa disse...

Maçãs? Cartolinas??? Mas vocês estavam na faculdade ou no secundário?


(essa história lembrou-me outra... muito mais antiga, que metia um sarcófago!)

Nucleão disse...

Pois! É mesmo isso... É que o papá foi lá hoje à noite resolver o problema de o bebé estar a chorar! E não fui lá aparar-lhe os golpes! :) (e parou)

gralha disse...

Atenção: eu não disse que o papá não ia lá, muito pelo contrário. Só disse que ele chama sempre é pela mamã.