27 agosto 2010

futurologia filial

Uma das coisas muito giras de ter um blogue de meia idade (tendo em conta a esperança média de vida destas coisas) é poder ir ler o que andei a escrever há 3 anos atrás, mais concretamente como vivi os primeiros meses do Gugas. É curioso verificar que a descrição dos primeiros indícios da personalidade do meu mais velho corresponde muito fielmente ao que agora se revela com contornos mais definidos. Por isso me aventuro a imaginar a pessoa que o Diogo será: enérgico, intempestivo, assertivo, curioso. Não vai ter feitio dócil, não senhor, mas acho que vai ser inteligente e persuasivo. Mandão, vá. Desculpem lá a baba em antecipação, mas uma mãe tem direitos.
E que Deus Nosso Senhor lhe dê muita saudinha e felicidade, que seja uma criança normal é o que mais desejo, já agora.

1 comentário:

VDA disse...

Tal e qual, é bom de ver os feitios de pequenos taduzidos depois. Se bem que a minha conclusão é que o 2.º é sempre mais maluquito, lol. E esperto e malandro e charmoso, um pintas, vá!
O Amadeu também se mantém fiel ao que era em bebé: calmo, observador, curioso, eternamente na fase dos porquês...
O Lourenço é muito "tá-se bem", hiper simpático, cativa toda a gente, um mimocas.
Hoje trouxe os 3 ao trabalho e são um encanto. Todos vestidos de igual, lol, muito sorridentes. Aiiii, apetece mesmo ter mais, lol.