04 maio 2011

america, america!

Mataram o mauzão. O preço da gasolina vai baixar e a taxa de desemprego já baixou. Não tarda, todos vão retomar a colecção de cartões de crédito e a compra de mansões gigantes nos subúrbios, mobiladas bienalmente e apetrechadas de jardim, deck, piscina, garagem para quatro automóveis (mais que só serve para guardar outras coisas). É o país onde é possível encontrar uma equipa de trabalho constituída por uma portuguesa, um veterano do Vietname, uma lésbica assumida, uma indiana, um judeu, laborando lado-a-lado com uma energia interminável, esperando o dólar ao final da quinzena. É o anúncio da Coca-Cola tornado realidade. É um sinal de esperança num mundo assolado de intolerância, injustiça, medo, desilusão. E eu sou a ave rara que quer dar o fora.

5 comentários:

Melissinha disse...

Post lindo, gralha :) Adorei.

Vera Dias António disse...

Realmente, bota ave rara nisso...
Sua doida!!! :)
Beijinhos!

Costinhas disse...

eu nunca gostei muito de coca-cola :p

Estrela do Mar disse...

Eu entendo-te :)

margarida disse...

Já me tinha perguntado como verias esta vitória americana. Eu percebo o amor a Portugal, é como se fosse lá de casa, muitos defeitos, muitas coisas más, mas é o mais lindo, é um amor impossível de conter.
Beijinhos (obrigada pela força, é preciso alguém igual para compreender)