27 novembro 2009

a prova de que princeton não é bem a américa

Hoje, numa das livrarias do centro, na bancada dedicada à "new fiction": José Saramago (buuuuu!) e Gonçalo M. Tavares. Claro, já tinha antes visto José Rodrigues dos Santos. Até me chora o coração lusitano.

2 comentários:

Ana C. disse...

Em Nova Jérsia nem tens como sentir saudades da Tugaland. Tens aí tudo :)
Lembro-me que os colegas do meu padrasto (militares e afins) faziam romarias só para comprarem géneros tão preciosos como sal grosso...

Vera disse...

Isso ou em Bruxelas (tá bem é já ali) eu ver presuntos Damatta numa montra, é que não era o serem portugueses, era o serem de Mação, pá, e isso foi muito bom!
Beijocas!