23 dezembro 2009

o natal custa

Não, não estou a falar do preço dos presentes, que foram quase todos produzidos com recurso à mão-de-obra infantil que encontrei por perto (i.e. Gugas). O que custa, senhores, o que me faz ter vontade de ir rebolar a pança para a neve antes de entrar na cozinha, é saber que vou ter de enfiar uma mão num orifício do perú, tirar de lá os miúdos, cortá-los, cozinhá-los, adicionar os restantes 87 ingredientes da receita da minha mãe, e voltar a enfiar aquela nhanha toda lá dentro antes de fazer um lifting aos fundilhos do animal. E, já agora, se não voltar a passar por aqui antes disso e o caro leitor não foi um dos felizes contemplados com um dos muitos postais e e-mails que mandei, votos de um Natal muito feliz. Que a doçura do Menino Jesus encha os vossos corações :)

3 comentários:

InêsN disse...

Feliz Natal :)

(por aqui, felizmente, não há peru!)

Jo Ann v. disse...

Feliz natal ! Tudo de bom !

Costinhas disse...

Espero que tenham tido um Natal... bem recheado! :)

beijinhos