10 janeiro 2010

ganhando coragem para a ecologia

O diabo da pegada ecológica esmaga-me de culpa quando sinto que a estou a aumentar. É o caso provável aqui nos EUA, onde, por exemplo, a sofisticadíssima cidade de Nova Iorque só permite a reciclagem de embalagens de medicamentos (felizmente, em Princeton só ainda não descobri destino para o vidro, o óleo e as pilhas). E nem vamos falar do consumo de tudo e mais alguma coisa. De modo que ando em pesquisas para ver se consigo dar o passo de gigante que é trocar as fraldas descartáveis pelas reutilizáveis. Se fôr muito mais caro, está fora de questão. E a trabalheira, senhores? Já assim passo a vida na lavandaria (uma das divisões da casa, não um estabelecimento comercial). E será que aguentam o mesmo que as descartáveis? E ficam mesmo bem lavadinhas? Ummm... Vou continuar a pesquisar e depois logo se vê.

Actualização: No primeiro mês vamos usar descartáveis. A partir daí, vamos experimentar umas reutilizáveis que há cá à venda no Wal-Mart (tipo Lidl) por 50 dólares/embalagem de 5. Se forem boas, compramos umas 25 e logo se vê... As que vi referidas nos blogues e sites portugueses são muito mais caras, o que, a juntar ao custo da água e electricidade, duvido que acabe por compensar. Depois logo vos dou o nosso veredicto.

4 comentários:

Vera disse...

Olha, há alguns blogs em que as maes flam diso, a ana no país dos dragões, que tens nos links, por exemplo. Pensei nisso também, porque fiz as contas e de facto compensa. O dificil é o investimento inicial pois custam à volta de 20 euros cada uma...
Se investisse 500 euros em fraldas reutilizáveis neste bebé poupava quase 1000 euros dos cerca de 1500 que vou gastar em descartáveis, claro que não estou a contar a água/luz/detergente e trabalho...
Se tivesse apostado nisso no 1.º bebé, ainda sem prestação da casa para pagar, tinha sido mais fácil e penso que poderia aproveitar para os próximos. Assim, de facto, não vamos comprar. Mas para a minha irmã, quando pensar em bebés vou aconselhá-la a fazê-lo!

Ana C. disse...

Depois diz no que deram as pesquisas, se bem que a minha pegada ecológica vai para outros caminhos, não me sinto com forças ecológicas para lavar fraldas e nem tenho uma divisão da casa só para o efeito (como adorava ter) :)

Luna disse...

Isso fraldas ecológicas pensei no assunto neste 2 filho, mas pensei o tempo que vou passar a lavar e passar fraldas, fora detergente, e tempo o M. anda numa fase melginha e tb tenho dar atenção, voltei opção decartáveis.
De resto ponho para a reciclagem tudo que puder!
bjocas

Rita Baguinhos disse...

Eu nunca usei mas dizem que as fraldas duram anos... o difícil é mesmo o investimento inicial.