14 janeiro 2010

plano de parto 2.0

(tradução um bocado livre)

Caro Dr. House - ou lá quem vai assistir,
Agradeço que, na medida do possível, e sempre que a minha saúde e a do meu bebé estejam asseguradas, sejam atendidos os meus pedidos aqui brevemente enunciados:
Por favor, não me atem à cama com o CTG nem me enfiem cenas estranhas por via intravenosa sem me avisarem antes.
Deixem-me estar sossegadinha, na posição que me apetecer, ou passear. Prometo que não roubo material nem provoco nenhum motim entre as outras parturientes.
Expliquem-me todas as intervenções necessárias e não façam de conta que eu não estou ali ou que não entendo o que se passa só porque estou a resmungar em estrangeiro.
Não quero turminhas de alunos a estudar a minha passaroca. Ela deseja ser observada só o estritamente necessário e, de preferência, por senhoras muito velhinhas e experientes.
Não digam "good job!" quando eu estiver a deitar o moço cá para fora como se eu fosse uma criança de 2 anos a construir uma torre de blocos.
Quando o meu bebé nascer, e se estiver tudo bem, devolvam-mo. É meu.

Tanquiu verimatche, gralha

(a parte melhor de todas vai ser que, desta vez, posso dizer todas as asneiras que me apetecer, que ninguém me compreende. Acho que isso ajuda tanto que vou dispensar a epidural)

4 comentários:

Luna disse...

hahaha tu és realmente mto engraçada, só tu para me fazeres rir!
Eu sou daquelas que pedi epidural do 2 e me arrependi, por isso solta cá para fora o miúdo e carradas de asneiras que estou contigo, hora miní.
bjkas

Rita Baguinhos disse...

Amei este plano de parto!!!

Catarina disse...

ahahahah!!!!
louco!

Sara MM disse...

eh!eh!eh!