09 novembro 2011

também não me passam só banalidades pela cabeça

Tive demasiadas aulas de História, li demasiados romances históricos, vi demasiados documentários e filmes sobre o século XX para não fazer agora a simples aritmética de a) crise económica profunda + b) situação política em escalada de instabilidade = c) guê u e erre erre a. Faz-me lembrar de quando era pequenina e me explicaram a Guerra Fria, de como tinha medo da bomba atómica e pedia muito que os russos e os americanos se entendessem. Nessa altura, ia dormir e o aconchego e a segurança imperturbável do meu pai dissipavam os medos em poucos segundos. Suponho que tenho de praticar essa arte, agora, para os meus filhos.

4 comentários:

margarida disse...

A história repete-se mas devíamos aprender com os erros do passado.
(Quantas frases feitas consegues pôr numa frase? ;) )

Melissinha disse...

O que será, será. Acredita nos teus instintos, o teu coração dir-te-á o que fazer... que é o amor, e não a guerra.

(Pus três, mas continuava).

Ana disse...

infelizmente os mesmo pensamentos passam pela minha cabeça... :(

snowgaze disse...

Mais ainda. Quando deixar de ser possível lucrar à custa da população que entretanto faliu, a guerra é outra forma de se continuar a lucrar... Medo, muito medo.