23 março 2011

o casamento real

Dizem que estamos todos no máximo a 6 pessoas de conhecer seja quem for. Pois bem, eu estou só a duas de conhecer o Príncipe William, por dois ramos diferentes. Vai daí fomos convidados para uma festa a propósito do casamento do Bill e da Kate. Um primo dela, um senhor que anda sempre descalço (sim, mesmo na rua) e trabalha com o meu amantíssimo esposo, resolveu encenar a festa do ano aqui em Princeton. A minha maior tristeza por não irmos deve-se ao facto de nunca mais vir a ter oportunidade de usar um daqueles chapelinhos minúsculos e excêntricos. É muito injusto, há uma velhota excêntrica dentro de mim que quer sair e acho que vou ter de esperar mais uns anos antes de poder pintar o cabelo de vermelho e ninguém achar estranho.

6 comentários:

Helena disse...

a duas pessoas do William?
wow!!!!

Costinhas disse...

posso ser tua amiga?!

(isto quer dizer que eu só estou a 3 pessoas de distância dele?!)

(WOW!)

Melissinha disse...

Então estou a três, certo?
(Tinha ficado mais feliz se tivesse sabido disso antes de o cabelo dele começar a recuar).

A mãe que capotou disse...

Com ou sem William, havemos de encontrar maneira de libertar a velhinha !

Catarina disse...

não deixes perder a oportunidade, chapelinho inglês é o sonho de qualque menina!
Que chique!

Vera Dias António disse...

Uma amiga minha tem uma avó que conduz um descapotável, tem o cabelo vermelho e fuma cigarros com boquilha no canto da boca, estilo que só ela. Quando esta avó me foi descrita - uma madeirense - passou a ser o meu modelo de velhinha e de avó. Todos temos uma dentro de nós, a minha vai conduzir descapotável.
Pena mesmo, é não poderem ir à festa, então?!!! Não se organizam?
Beijinhos e bom fim-de-semana!