01 junho 2011

ralações

Passámos de uma fase em que o Diogo chorava o jantar todo para uma nova fase em que ele só chora e não engole nem uma colher de comida. O cansaço. O desespero. O que fazer? Tantas regras de ouro da boa educação que já mandámos às urtigas e não há quem o convença a engolir mais do que uns bagos de uva. Já não sabemos mesmo o que fazer...

9 comentários:

Inesa disse...

Ai, ai, ai, ai, ai...
Estou a ver que eu e a João temos de voltar aí!

Inesa disse...

A T'Inês trata-lhe das manias! :-D

Melissinha disse...

Gralha, isso é a história da minha vida. Nós ora cagamos no assunto, ora estressamo-nos com o assunto, com resultados parecidíssimos.

Portanto, o meu concelho é: caga no assunto. Ele vai voltar a comer.

Dorushka disse...

Por experiência própria, devo dizer que me parece que o melhor é deixá-lo chorar, ignorar o comportamento e nunca, mas mesmo nunca, obrigá-lo a comer. Quando a fome chegar ele come. E bem.
Boa sorte.

Costinhas disse...

pois eu tinha uma filha que não comia, eu fui uma criança que não comia, o António era uma criança que não comia.

O que fizemos para a Joana comer? Nada. Apresentávamos-lhe a comida sempre, íamos garantindo que só lhe oferecíamos coisas que lhe fossem essenciais (leite, iogurtes, sopa, etc.) e que à partida sabíamos que lhe agradavam mais mas sempre misturadas com outras que sabíamos ela não gostar tão bem, e ela comia o que comia.

Como sempre cresceu e engordou a um ritmo constante nem o pediatra se preocupava com o assunto.

Hoje aos sete anos, come como uma criança absolutamente normal :)

Não te preocupes, eles com fome não ficam. Se ele se recusar a comer não insistas, deixa-o ir à vida dele. Ele vai pedir comida a certa altura.

gralha disse...

Obrigada a todas. A minha preocupação é mesmo porque ele tem vindo a baixar de percentil de peso (e agora até de altura) desde há uns meses. E parece ter criado uma verdadeira aversão às refeições. Ontem só comeu fruta... E explicar ao mais velho por que é que o outro não precisa de comer sopa e prato? Vamos lá ver se isto serena.

Dorushka disse...

Realmente não é uma situação fácil de gerir, mas com calma, paciência e tempo, conseguirá, concerteza, resolvê-la.
Em relação ao irmão(suponho que seja mais velho?), talvez seja uma questão de explicar que não é uma questão de não precisar, porque todos os meninos precisam de comer tudo, mas que o irmão está numa fase complicada, pela qual ele também já passou (ainda que isto não seja inteiramente verdade) e que não se deve obrigar a comer quem não o consegue fazer. Com o meu mais resulta, espero que resulte com o seu também.
Boa sorte.

Rita disse...

como diz a nossa pediatra "eles n morrem à fome".n insistas. qd tiver realmente fome vais perceber :) é só (mais uma) fase! bjos

Margarida Atheling disse...

A Mafalda também NUNCA, mas NUNCA, quer comer... :(