28 janeiro 2012

já passou

Em primeiro lugar, muito obrigada a todos pelas vossas palavras de preocupação e de apoio durante esta nossa semana tão difícil. Felizmente, parece que o pior já passou.
O Diogo teve uma infecção urinária, que até foi detectada relativamente cedo - até porque coincidiu com o que parecia ser, inicialmente, só uma virose. O pior foi que reagiu mal ao primeiro antibiótico e esteve quatro dias inteiros sem comer e quase sem aguentar líquidos. Por duas vezes esteve próximo de ser internado mas, com muita paciência e dedicação, com a tolerância possível ao sofrimento dele, e com o apoio dos avós, lá fomos conseguindo, mililitro a mililitro, que ele não desidratasse. Perdeu muito peso e ficou absolutamente de rastos, mas agora já voltou a comer e está bem disposto.
Eu tive muito medo. O tempo passava, eu via-o a não melhorar e só pensava em coisas piores. Consegui apenas vislumbrar como uma doença grave de um filho é uma chaga permanentemente acesa na alma de um pai. E agora tiro uma alegria absolutamente brutal de cada pequeno gesto que nos revela que estamos de volta ao quotidiano. Cada sorriso naquela carinha que é só dentes e olhos pestanudos enche-me o coração de uma maneira indescritível. Espero que tempos mais pacíficos se avizinhem.

9 comentários:

Ana C. disse...

Eu já aprendi, à custa das maleitas dos meus grandes amores, que a única coisa que importa realmente é a saúde.
Quando ela falha, tudo o resto deixa de ter importância e quando ela regressa finalmente, nós ressuscitamos.
Ainda bem que o Diogo melhorou. Podes respirar fundo e descansar um bocadinho.

Naná disse...

Ainda bem que ele já está a recuperar!
Nestas alturas o sentimento de impotência é tremendo... e nosso coração mirra por completo diante da fraqueza deles...
Espero que melhores dias venham para todos!

Mãe da Tiz disse...

Que bom!!! É verdade depois de uma tempestade, todos os momentos, por mais banais que sejam, do dia a dia, trazem-nos uma felicidade enorme!
Que continue a recuperar bem!

Beijinhos*

Rita disse...

Tenho tido realmente muita sorte. Nunca passei por esse sofrimento.

Ainda bem que já respiras de alívio!

Luna disse...

imagino a aflição que passas-te, ainda bem que td está a passar.
bjos

Vera Dias António disse...

Ó minha amiga, ainda bem, ainda BEM que o dioguinho já melhorou. Quando crescerem mais um pouquinho começas a madá-los para cá ao fim-de-semana, a ver se o ar do campo lhe dá mais defesas, é que o ar ainda deve ser a unica coisa de jeito por aqui, e gratuita!
Ai que alívio, nem imagino quanto sofrimento!!!!
Beijos grandes!!!

Vera Dias António disse...

Ó minha amiga, ainda bem, ainda BEM que o dioguinho já melhorou. Quando crescerem mais um pouquinho começas a madá-los para cá ao fim-de-semana, a ver se o ar do campo lhe dá mais defesas, é que o ar ainda deve ser a unica coisa de jeito por aqui, e gratuita!
Ai que alívio, nem imagino quanto sofrimento!!!!
Beijos grandes!!!

disse...

Ainda bem que já passou!
Aos poucos agora ele recupera a genica de sempre!

DNC disse...

Ainda bem que já passou e que tudo não passou de um grande susto.

Beijinhos