03 dezembro 2014

entretanto comprei lápis e um caderno


É curioso reparar que, desta perspectiva, o sinal de estacionamento aponta para a entrada da igreja. Às vezes faz mesmo falta parar.

14 comentários:

a.i. disse...

tchi, reconheci imediatamente onde é essa porta de igreja. É no campo grande, não é?
:)

gralha disse...

É, sim senhora, a.i. A minha paróquia :)

a.i. disse...

passava aí de autocarro todos os dias durante anos e anos, reconheci logo, mesmo se não dissesses que era uma igreja :)

Mãe Sabichona disse...

Não sabia que desenhavas tão bem :)

gralha disse...

Obrigada, Mãe Sabichona :)

disse...

Ainda bem que compraste, desenhas mesmo bem! ;)

gralha disse...

És muito querida, Té :)

Quando me encontrares disse...

Obedece ao sinal!
Os sinais não devem ser ignorados (e não me refiro só aos de trânsito).

E desenhas mesmo bem!

Melissinha disse...

Eh lá! Mais um talento! Daqui a bocado apaixono-me :D

(Adiciona o Hugo no FB, podem trocar figurinhas.)

Amigo Imaginário disse...

Olha um talento tão bem escondido que por aí andava, D. Gralha... :)

dona da mota disse...

Quem és tu? Queeeeemmmmmm?! :)
Arre que desenhas bem!!!
Bolas, muito bem mesmo!
Não sabia. Ou sabia? Não me lembro de te ver desenhar...

gralha disse...

Quando me encontrares, se há sinal a que obedeço é o do estacionamento para portadores de deficiência.

Melissa, o Hugo tem sido fonte de inspiração, gosto muito dos desenhos dele.

Amigo Imaginário, e ainda não me viste a dançar hip-hop nem a tocar piano de ouvido :P

Obrigada, motoqueira do meu coração. Deixei de desenhar quando fui para Humanidades, no 9º. A única que pode lembrar-se dos meus bonecos aqui é a Inesa. (Podes porém lembrar-te do meu talento paralelo para a falsificação de assinaturas, que tanto jeito dava nas aulas de Teorias Sociológicas I)

calita disse...

Eh lá, mas tu sabes desenhar?????

gralha disse...

É como vês, calita.