03 setembro 2012

voltar, até já voltei

Mas continua a não me apetecer escrever aqui. Não sei bem porquê. Tenho a auto-confiança um pouco abalada pela colisão lateral na rotunda logo a seguir à estrada do Toy 70. O roçar daquela carrinha comercial no meu veículo burguês foi de uma intimidade abusiva, um superar de classes e géneros de condução que me desarrumou as seguranças de condutora, de mulher, de mãe - pelos vistos, até nestas coisas das redes sociais. Ou então foi muita praia, com a água muito fria. Também pode ter sido do excesso de robalo, de salmonete e de dourada. Escamou-se-me o coração para os textos de algibeira. De muito (e bem) ler, não foi, que nada me tem consolado depois do Freedom. Enfim, pode ser que o regresso à rotina e o atenuar do bronzeado me tragam de volta à blogosfera.

4 comentários:

ouvirdizer disse...

Raras vezes me apetece dizer "Tu descansa" a alguém que voltou de férias.
Tiveste um acidente? Que horror! Só participei uma vez num, não era condutora, mas foi realmente traumatizante.
Descansa amiga, relaxa! E volta, quando te apetecer, com a tua graciosidade natural, ok?!!!!
Beijinhos, mas dos grandes!

Carla R. disse...

E é que é preciso ser-se mesmo muito gralha, para se escrever um post tão inspirado a queixar-se de falta de inspiração.

gralha disse...

Vera, minha querida, não te preocupes, foi só uma amolgadela. Mas amolgou-me um bocadinho o coração, é verdade. Beijinhos!

Naná disse...

Precisas de um escamador para te apaziguar a falta de inspiração?
Eu sou boa a amanhar peixe, se precisares de dicas!