21 novembro 2013

(ainda?) gosto destes blogues

Aquele menu ali ao lado já mudou muito desde que o criei, em 2006. Inclusive desde o ano passado, altura em que andei a fazer estatísticas em cima do joelho para perceber o é que as pessoas com quem me cruzo pelas redes sociais dizem sobre mim. Há agora mais desempregados, mais divorciados, mais emigrados. Também tenho a sensação que há gente mais nova, parece que certa geração acaba por desligar-se destes meios. Compreendo, tenho vontade de fazer o mesmo certas vezes. A Internet também tem mudado muito, nem sempre de acordo com aquilo que me agrada. Tenho pena que muitos dos que começaram a comercializar a sua presença online tenham mudado tanto. Não condeno quem promove produtos, ainda que nem sempre o façam explicitamente. Entendo que deixem de expor determinadas opiniões pessoais para obedecer a uma linha editorial que alcance maior consenso. Sei que há temas que fazem chover hits e há muitos bancos de imagens de onde pescar a representação dos nossos desejos através de filtros simpáticos. O que me custa mesmo mais é quando alguém desaparece ou, inversamente, passa a picar ponto a toda a hora nem que seja à custa de conteúdos regurgitados de outras fontes. Sei que ninguém assina contratos de fidelização nestes meios, ninguém nos promete nada, mas não deixo de pensar que aqueles que vão permanecendo fieis a si mesmos são os únicos que merecem um lugar na nossa vida, nem que seja nos 5 minutos da pausa para café.

6 comentários:

Naná disse...

Para ser sincera, os blogues que comecei a seguir primeiro, são praticamente aqueles que me prendem e que me fazem voltar sempre. Tenho pena que alguns deles tenham sido "abandonados"....

Quanto aos que se "venderam"... não lhes passo cartão, mas também nunca os achei particularmente apelativos...

Carla R. disse...

Por acaso, até condeno quem faça publicidade sem a assumir. Sinto sempre que estão a tentar-me fazer de burra. E, apesar de não ter nada contra o bichinho, é algo de que não gosto.
De resto, os blogues que mudaram para serem mais comeriais, têm que ser mesmo muito inteligentes ou "dar" algo extra (existem), caso contrario, mais dia menos dia, deixo de passar por ali.

E, acima de tudo, não mudes nada no teu ! ;)

Portuguese Girl With American Dreams disse...

primeira vez no teu blog e gostei muito:)

Margarida Atheling disse...

E eu, que me tenho conservado (cómoda e cobardemente) silenciosa (mas fiel a mim mesma), não resisti a vir aqui dar-te um beijinho virtual, com uma saudade genuína e a gratidão por te manteres igual e por aqui!
Tens tanta razão no que dizes...

gralha disse...

Margarida, há quanto tempo!!! O teu foi o segundo blogue que comecei a ler :) Espero que esteja tudo bem contigo e com as tuas meninas.
PGWAD, obrigada. Espero que não te desiludas muito com os meus posts a dizer mal dos americanos...
Carla, acho que há espaço para tudo. Chateia-me quando tentam fazer-nos passar por tolinhos mas acho que isso faz mais estrago neles do que em nós.
Naná, também me custa muito que alguns que gostava tenham sido abandonados mas é a vida :)

Carla Isabel disse...

Começamos mais ou menos na mesma altura e tive exactamente essa percepção!