23 junho 2014

recta final

Ainda falta mais de um mês para ir de férias mas já fazem muita falta. Tenho acumulado muita coisa. Não é glorificação da ocupação, é dizer que sim a isto e àquilo, sucessivamente. Não só trabalho mas também lazer, que se multiplica e me sai do corpinho. Não é queixa, isto, é um reparo. Tenho de desacelerar (até no ritmo de corrida) e encaixar tempos de paragem no meio da agitação. Dar lugar a nada, de vez em quando. E dar tempo a Quem espera pacientemente por um intervalo para entrar no momento oportuno.

5 comentários:

Amigo Imaginário disse...

É bem verdade que às vezes o lazer cansa tanto ou mais do que o trabalho... :)

Naná disse...

Somos umas tontas por não sermos capazes de simplesmente dizer "não" a todas as solicitações...

Quando me encontrares disse...

"Marta, Marta, não vês que a tua irmã tem a melhor aluno parte?" O equilíbrio entre Marta e Maria é um desafio!

gralha disse...

Então quando se mistura trabalho e lazer é que o caldo está entornado, Amigo Imaginário ;)

Naná, eu até digo não a algumas solicitações, digo é muitos sins a ideias que vou tendo.

Quando me encontrares, esse episódio diz-me mesmo muito porque passo a vida a ser Marta em vez de ser um bocado mais Maria.

Quando me encontrares disse...

Obviamente "aluno" foi uma invenção do Android...