23 novembro 2010

pequena perolazinha americana

(não vou dizer mal, é mesmo só caricato)

Os americanos gostam de sentir que não perderam o contacto com a natureza. Vai daí o "apanhe as suas próprias maçãs/abóboras/amoras/etc. e pague por isso". Mas esta é a melhor: como se aproxima o Natal e eles não gostam cá de pinheiros artificiais, surge o negócio de transplantar pequenos pinheirinhos para terrenos suburbanos para os pais de família poderem ir lá com o seu machado e... cortá-los para levar para casa! Portanto, a ver se expliquei bem - uns senhores abrem um buraquinho e enfiam lá o pinheiro. No dia seguinte vai lá alguém e corta o pinheiro. É muito bom.

5 comentários:

Melissinha disse...

Nunca entendi a cena, ou melhor, entendi e é parvinho - mas é divertido.

Crente disse...

Fiquei de queixo caído...

Rita disse...

São tão incoerentes esse é apenas um pequeno exemplo.

Que sejam felizes...

Vera Dias António disse...

Mas não é esse o retrato da sociedade desenvolvida, ou dita? Coisas fingidas e fabricadas e imitar o tradicional, uma carne a saber a peixe, uma comida estranha que deixa um sabor esquisito.

Costinhas disse...

(eu também não vou dizer mal, vou-me apenas abster :p)