22 junho 2010

tão patuscos, estes americanos

Depois de preencher as 32 páginas da inscrição dos meus filhos na creche - e vá lá que me deixaram fazer "dois em um" para vários tópicos - solto um suspiro, tento descontrair os ombros, e reparo como já nem me choco muito com esta necessidade de especificar tu-do tim-tim por tim-tim por causa das coisas e mais não sei o quê. Já estou habituada a que me sejam pedidos os dados aparentemente mais irrelevantes nas situações mais corriqueiras. Só lhes falta pedirem-me o número do soutien quando encomendo uma pizza.
Mas esta é mesmo uma circunstância especial. Por isso, não é de estranhar que haja um formulário destinado a explicar a Filosofia da Criança que Morde; ou um outro com o plano de contingência em caso de ataque terrorista; ou ainda um que estabelece cada um dos 18 tipos de alimentos que é proibido trazer para a escola, determinando que a comida servida pela mesma obedece ao padrão de pedaços de 0,25 polegadas (no caso dos bebés) e 0,5 polegadas (no caso das crianças com mais de 12 meses). Caramba, um dia que convide os amigos dos meus pirolitos para vir cá a casa tenho de cozinhar munida de régua e esquadro. E o melhor é servir só água e folhas de alface.

5 comentários:

Sara MM disse...

não fazia ideia que isso era assim! só visto, mesmo!

foi fácil a escolha da creche? é parecida às nossas?
depois contas-me!

Bjss

VDA disse...

LOL
e nós que nos queixámos que para inscrever os 2 mais velhos no jardim-de-infância, um a preencher a ficha de inscrição de cada um, demorámos quase uma hora... o problema aqui não são planos de alimentação ou a ataques terrotistas, aqui preenchemos um formulário de 6 páginas em que escrevemos 7 vezes quem compõe o agregado familiar... tão estupido. só o nome do encarregado de educação é pedido 2 vezes em cada página, uma coisa parva sem explicação. A educadora só dizia que o formulário é do Ministério o que é ainda mais parvo.
a ficha só da escola pergunta que queremos que almocem lá, se ficam nas horas extra e... se podem ser fotografados, o que muitos pais não deixam. Cruzando isto com o meu trabalho na Câmara, sempre que há actividades e as vamos fotografar têm que nos indicar quais meninos não podem ser fotografados o que é uma coisa bonita "olha, miudo desvia-te lá porque a tua maezinha não deixa que sejas fotografado e assim não corres o risco de ser raptado por essa gente maluca que lê o nosso boletim infantil que... só é distribuido nas escolas". Um perigo! Ataques terroristas faz mais sentido... lol

Marta disse...

Tal e qual, Gralha! Aqui passou-se o mesmo com a inscrição do Francisco! Querem saber tudo e tudo e tudo...
E os preços são bonitos, não são????...Lol

Beijinhos,
Marta

Luna disse...

depois os burocráticos somos nos Portugas.
bjinhos
Luna

Inesa disse...

Na creche da minha irmã não terias de preencher nada disso!!! Não te esqueças de dares lá um pulo qd estiveres em Lisboa! :-)